arquivo

Arquivo da tag: Suicídio

Cheguei atrasada, sentei na mesa do café e ela estava sentada, já chorando. Minha cara também não era a de melhores amigos. ‘Ela se enforcou’, ela disse, meio chorosa. Não sei como até agora não chorei, talvez ainda esteja em choque. Sei que existe toda uma história, que existem N possibilidades e probabilidades, mas nada disso parece ter muita importância no momento. Só sei que dói, na altura do estômago e que essa dor me deixou letárgica para o resto do dia. Sento, tento arrumar palavras dentro da minha cabeça para dizer algo e nada vem. Nada aparece. Fazia muito tempo que eu não possuía um silêncio tão pesado, tão cheio, inevitável e ensurdecedor. Minha boca ficava entreaberta e eu não conseguia articular palavra. Pensava, e sequer conseguia olhá-la nos olhos. Olhava para o chão, para a parede, para as mesas ao redor, como se olhar pra outro lugar me fizesse suportar melhor o que não queria encarar de frente. Sou uma covarde. Sempre fui. Naquele momento não tinha mais firmeza de nada. Imaginava os vetores, as mãos invisíveis que a levaram à falta de saída, à angústia total, ao desespero completo. Sei que essas mãos existem e sei mais ainda do que elas são capazes (elas já tentaram me tocar, várias vezes). Cheguei ao café me arrastando com uma dor que sequer consigo descrever direito. Levantei da mesa com uma sensação estranha, como se parte de mim fosse permanecer ali, ancorada, para todo o sempre. Naquela mesa, naquele momento, naquele pranto contido, evitado. De hoje em diante, mais uma ausência. Vou continuar achando absurdo. Estúpido. Triste. Vou continuar sem respostas. Agora as respostas não importam mais. É assim que funciona, parece.

%d blogueiros gostam disto: