Colheres

Não tive uma noite de sono muito boa. Consegui dormir, mas acordei duas vezes: uma no meio da madrugada, exatamente às 3 da manhã e outra às 6 com o despertador. Forcei sono até às 7:30. Nesse último sono, tive um sonho curioso. Sonhei que estava na sua casa, dormindo na sua cama. Foi bem estranho, mas eu me sentia confortável no sonho. Você não estava ali, tinha saído da casa para fazer algo e eu ficava entre idas e vindas entre o sono e o despertar – como estava mesmo, na realidade. Num destes despertares, no sonho, olhei em volta nos lençóis e percebi que haviam duas colheres de chá ali, repousando do meu lado. Uma das colheres estava completamente retorcida e a outra era belíssima, completamente adornada, com infinitos detalhes. Senti no sonho que você estava chegando e não queria que você visse nenhuma das colheres, pois eu achava um despropósito elas estarem ali, bem como eu estar ali também era um total despropósito. Pouco tempo depois, acordei, com o despertador, na minha própria cama. Era quase 7:30 e decidi levantar. Hoje vai ser um dia difícil e um tanto quanto arrastado… Obrigada por ter me acolhido na sua cama, com minhas imperfeições e ornamentos, mesmo que por apenas um momento.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: