Ausente

Quando o último dia chegar, vou limpar minha mesa como se jamais tivesse existido. Vou deixar aqui apenas o que não me pertence. Vou esvaziar as gavetas. Vou deixar a mesa limpa. Vou deixar um espaço, imenso, enorme. E este vai ser o exato espaço da minha ausência. Entendo que não fará tanta diferença assim. Mas acredito que faço isso mais por mim mesma do que pelos que ficam.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: