Punição

Tenho mania de, sempre quando faço algo que considero “errado”, me punir severamente por isso. Isso não me serve mais, pois simplesmente não me ensina nada. Só me ensina a nutrir um ódio por mim mesma que não mereço. Não tenho mais nenhuma desculpa para me tratar deste modo. É banal. Infantil. Meio raso. Para questões pontuais, possuo um bom auto-controle. Mas, às vezes, eu falho. E falho porque alguma parte de mim ainda é humana, por mais resistente que seja. E eu falhei sim. Falhei várias vezes e falhei novamente hoje. Sei que existirão inúmeras represálias do meu inconsciente por conta disso, nas próximas semanas. E estou atenta, esperando a punição de cada uma delas. Já será sofrimento suficiente. Mas conscientemente eu preciso ser capaz de me perdoar simplesmente. E dizer “ei, isso não é nada: apenas volte a fazer o que você estava fazendo antes”. Eu errei hoje, vou errar pior outros dias, sei disso. Mas entre esse erro ruim de hoje e o pior erro que irá acontecer daqui algum tempo, eu vou continuar tentando fazer o que eu estava fazendo nesse meio tempo.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: