Adaptação

“Tudo acontece nos lugares de convívio, em encontros como se fossem quase ao acaso. Hoje seria na praça. Como já foi na praia, naquela pedra que fica no canto. É preciso ter a cara de pau de ir para esses lugares, sem saber ao certo quem e o que vai encontrar. Senão, você corre o perigo de ser aquele eterno infeliz, esperando ao lado do telefone um sinal daquela pessoa que não vai lhe retornar.”

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: